Escolhas

all star pai

Por Arno Duarte

Eu gostaria de ser o tipo de pai que quer que os filhos façam suas próprias escolhas, que sigam seus caminhos sem copiar os passos dos pais e tal. Mas a prática mostra que não é tão fácil ser assim.

Conviver com o Cadu e com a Vivi me faz saltitar de felicidade quando eles experimentam e gostam de algo que eu gosto, quando pedem pra assistir um episódio do Flash, quando querem vestir a camiseta do Batman, quando perguntam quando vamos no jogo do Inter?, quando se sentem bonitões por usar um casaco ou sapato parecido com os meus, quando dizem que querem morar na praia ou quando falam que é muito bom andar de bicicleta.

Sou o resultado das referências que tive de outras pessoas, pais, tios, amigos, primos, referências boas e outras nem tanto, e assim, percebo que minha responsabilidade na criação dos filhos é viver bem e me sentir feliz para ser um exemplo de pessoa que faz e aproveita a vida da melhor forma.

Quero mais é que eles façam suas próprias escolhas sim, mas também vejo que será inevitável os dois se espelharem nas pequenas coisas que gosto e, se quiserem me copiar só um pouquinho, vou ficar orgulhoso mesmo assim!

#papaipresente